sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Ninguém se Mata Por Amor

suicidio
(Silêncio)
- Por favor.
- Por favor o que?
- Não se mate.
- Ah, esquece. O sol está indo embora. Só falta um terço dele.
- Ninguém se mata por amor.
- Agora só tem uma lasquinha dele, bem vermelhinha.
- Olha, uma vez eu li um cara, um escritor chamado Cesare Pavese, que dizia assim: "Ninguém se suicida por amor. Suicida-se porque o amor, não importa qual seja, nos revela na nossa nudez, na nossa miséria, no nosso estado desarmado, no nosso nada."
- E o que aconteceu com ele, esse tal Cesare?
- Se matou.
(Silêncio)
(Caio F. Abreu - Antípodas)
....................................................................................
Ontem um menino me fez um comentário. Sobre o pai de Davi. Fiquei pensando que devo estar passando a mensagem errada. Não que eu não tenha passado por maus bocados enquanto estava casada. Só de falar nisso, fico cansada mentalmente. Acontece que tudo que passei com ele, foi por pura falta de afinidade.

Será que isso tá mesmo ficando claro? Não quero apontar vilões. E, se alguém é culpado aqui. Logicamente, esse alguém sou eu.

Não me perdôo pelas minhas escolhas. E mesmo assim, no final de tudo, ainda sou recompensada por elas em agora saber o que pra mim seria um ideal de relacionamento. E esse ideal se baseia na afinidade.

Nunca mais vou me deixar magoar, pois nunca mais vou me permitir estar ao lado de alguém que não pense como eu, não sinta como eu, não aja como eu.

E acho que o pai de Davi hoje é uma pessoa plena, feliz. Porque está na vida que sempre quis estar. Eu jamais soube dar a ele o que ele precisava. Sou uma pessoa subjetiva, ele é objetivo. Sou passional, ele racional. Como isso ia dar certo? As coisas que ele queria pra mim, nunca eram o que eu queria pra mim.

Não fazíamos nada que eu gostasse juntos. Adoro cinema, conversar com amigos, ficar em casa namorando... Ele gostava de família, praia e churrasco. Sou dos livros, ele dos números. Não é culpa dele. Não mesmo. Tudo que acontecia com a gente era reflexo de um amontoado de frustrações.

Ele acha lindo mulher independente. Eu sou extremamente dependente emocionalmente. Gosto de ser cuidada. Mas não falo de colocar comida e não deixar faltar nada em casa. Porque eu mesma consigo fazer isso. Seja lá como for.

O alívio chegou enfim. Poder respirar e ter algo que creio ser a coisa mais importante na minha vida: a tão esperada PAZ.

10 comentários:

  1. Eitaaaaaaaaa!!!rsrs

    blog de cara nova

    gostei!!! ;)

    Te amo

    ResponderExcluir
  2. Adorei o novo visual do blog, lindo...

    ResponderExcluir
  3. Olá amiga Wendy,
    Quando apenas era leitora do seu blog, tbm tinha a mesma impressão que o rapaz comentou, que sua vida de casada , seu convivio com o pai do Davi tinha sido um inferno, as vezes fica confuso na hora da interpretação, como vc sempre comenta dele, de coisas ruins que aconteceram então infelizmente é isso que fica claro para as pessoas que está de fora somente sendo meros expectadores, hoje como já te conheço, já conversamos muito sobre o assunto e até mesmo pela semelhança nos acontecimentos das novas vidas vejo tudo com outros olhos... té +, bjim

    ResponderExcluir
  4. Oi! Não pense que sou desocupado por estar olhando seu blog, e pra falar a verdade nem sabia que era blog, ou melhor nem sei o que é blog. Mas meu expediente acabou por essa semana e enquanto estou digitando meu amor estar arrumando minha bolsa para irmos a prai passar o fim de semana. Não fique desapontada comigo, mas sou parecido com seu ex, pois adoro família, churrasco e praia. Só por curiosidade o nome de seu namorado é esse mesmo?

    Bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  5. rsrsrs...

    não João, o nome dele não é esse não.

    Será que vc já ouviu falar em Naruto?? é um desenho japonês. No dia que conheci meu namorado, na internet - ainda apenas amigos - falei pra ele que gostava de Naruto. E ele tbm adora. E tem um personagem, um menino muito disciplinado, chamado Sasuke ( no desenho chamam ele de Saske Kun), daí meu namorado fez um trocadilho com meu nome (Wendy, terra do nunca, Peter Pan) e falou que era então SASUKE PAN.

    Daí, como gosto de dar condinomes pras pessoas do blog e quando comecei a falar dele, ainda como amigo, chamei de Sasuke Pan (lembre, lê SASKE PAN). Mas o nome dele é Junior. rsrs

    E, ah, também gosto de cerveja, praia e familia. Um dia te conto a diferença de gostar disso e ser aficcionado por isso..rsrsrs

    E, tipo, Blogs são diários virtuais. Legal saber que vc conheceu os blogs atraves do meu. Tem muita coisa boa pra se ler em tempo vago...

    Ah, não acho que vc é desocupado não. Aliás, dificilmente julgo alguem assim, dessa forma irresponsável.rsrs

    Bom seria se pudesse existir irresponsabilidades desse tipo - não fazer nada - hoje em dia.

    Inté!!

    ResponderExcluir
  6. Amor...
    Sofia...

    obrigadinha pelos comentários de parabens pela nova cara do blog..

    valeu aê.

    ResponderExcluir
  7. Eu ... ousei e dei uma espiadinha ,
    gostei !!!!
    Abraço ...

    ResponderExcluir
  8. parece que vc contou um pedaco da minha vida ali... uia!!
    obrigada pelo coments la Retrateira, valeu pelo link e te linko tambem!
    beijim
    Ju

    ResponderExcluir
  9. oi

    Tenho uma relação igualzinha a essa que vc descreve, o meu marido é examente o oposto de mim em tudo, fico tentando me explicar como é que fomos ficando junto todos esses anos, já são nove!!! Por ser diferente todo dia ele tenta me destruir um pouquinho, permitir isso tb é uma forma de suicidio eu sei, vai matando minha alegria, meu entusisamo, meus planos grandes e pequenos, falando nisso agora eu vejo como isso é triste e deve ter milhões de pessoas vivenciando o mesmo!!! Aonde anda nosso anjo da guarda que nos permitem entrar nessas frias???

    ResponderExcluir
  10. perter pan se matou por que ele nao achou a terra do nunca e ele sabia voar mas ele tntou achar foi até em uma estrela que la que a estoria recomeça a linda emas nao mostra que ele se matou
    ele nao queria creser os pais dele ficou chatiado só por que soube que esta estoria foi espalhada e por que soube que ele se matou

    ResponderExcluir

**O que dizer do que escrevi?**