sexta-feira, 30 de abril de 2010

Palavras de Razumikhin

" A mentira é o único privilégio do homem sobre todos os outros animais. Mente, que vais acabar atingindo a verdade! É precisamente por ser homem que eu minto. Nem uma só verdade poderias alcançar se antes não mentisses quatorze vezes, e até cento e quatorze vezes, o que represetna uma honra sui generis; simplesmente nós nem sequer sabemos mentir com inteligência! Tu mentes, mas mentes de uma maneira especial, e eu ainda por cima te dou um abraço. Mentir com graça, de uma maneira pessoal, é quase melhor que dizer a verdade igual a todo mundo; no primeiro caso se é um homem e, no segundo, não se é mais que um papagaio! A verdade não anda depressa, mas podemos fazer a vida correr; há exemplos disso. Ora vejamos: ciências, da cultura, do engenho, da invenção, da experiência, em todos os campos, em todos, não passamos das primeiras letras. Gostamos de nos regalarmos com a inteligência alheia! Da papinha já feita! Não é verdade? Não tenho razão?"

(Crime e Castigo, Dostoiévski)


Hoje é dia de ouvir Sarah Maclachlan, Mirroball. Conhecem?? Escutem!


Bom fds.


Wendy!

sexta-feira, 16 de abril de 2010

parece um autorretrato meu (por Martha Medeiros):

Pode invadir ou chegar com delicadeza, mas não tão devagar que me faça dormir. Não grite comigo, tenho o péssimo hábito de revidar. Acordo pela manhã com ótimo humor mas ... permita que eu escove os dentes primeiro. Toque muito em mim, principalmente nos cabelos e minta sobre minha nocauteante beleza. Tenho vida própria, me faça sentir saudades, conte algumas coisas que me façam rir, mas não conte piadas e nem seja preconceituoso, não perca tempo, cultivando este tipo de herança de seus pais. Viaje antes de me conhecer, sofra antes de mim para reconhecer-me um porto, um albergue da juventude. Eu saio em conta, você não gastará muito comigo. Acredite nas verdades que digo e também nas mentiras, elas serão raras e sempre por uma boa causa. Respeite meu choro, me deixe sózinha, só volte quando eu chamar e, não me obedeça sempre que eu também gosto de ser contrariada. ( Então fique comigo quando eu chorar, combinado?). Seja mais forte que eu e menos altruísta! Não se vista tão bem... gosto de camisa para fora da calça, gosto de braços, gosto de pernas e muito de pescoço. Reverenciarei tudo em você que estiver a meu gosto: boca, cabelos, os pelos do peito e um joelho esfolado, você tem que se esfolar as vezes, mesmo na sua idade. Leia, escolha seus próprios livros, releia-os. Odeie a vida doméstica e os agitos noturnos. Seja um pouco caseiro e um pouco da vida, não de boate que isto é coisa de gente triste. Não seja escravo da televisão, nem xiita contra. Nem escravo meu, nem filho meu, nem meu pai. Escolha um papel para você que ainda não tenha sido preenchido e o invente muitas vezes...

Me enlouqueça uma vez por mês mas, me faça uma louca boa, uma louca que ache graça em tudo que rime com louca: loba, boba, rouca, boca ... Goste de música e de sexo. goste de um esporte não muito banal. Não invente de querer muitos filhos, me carregar pra a missa, apresentar sua familia... isso a gente vê depois ... se calhar ... Deixa eu dirigir o seu carro, que você adora. Quero ver você nervoso, inquieto, olhe para outras mulheres, tenha amigos e digam muitas bobagens juntos. Não me conte seus segredos ... me faça massagem nas costas. Não fume, beba, chore, eleja algumas contravenções. Me rapte! Se nada disso funcionar ... experimente me amar!

Minha prima mandou um link sobre uns textos de Martha Medeiros e eu já tinha lido muita-alguma-coisa no blog da Poetriz. Ontem li alguns textos do site.. esse tão parecido comigo...

Bom fds a todos.

=**

sábado, 10 de abril de 2010

please, please, please...




Please, Please, Please Let Me Get What I Want



Por favor, Por favor, Por favor, Por favor Me Deixe Ter o Que Quero


Good times for a changeBons tempos para uma mudança
See, the luck I've hadVeja, a sorte que eu tive
Can make a good manpode fazer um bom homem
Turn badse tornar mau
So please please pleaseEntão por favor, por favor, por favor,
Let me, let me, let meMe deixe, me deixe, me deixe
Let me get what I wantMe deixe ter o que eu quero
This timeDessa vez
Haven't had a dream in a long timeNão tenho tido sonhos há um bom tempo
See, the life I've hadVeja, a vida que eu tive
Can make a good man badPode fazer um bom homem mau
So for once in my lifeEntão pelo menos uma vez na minha vida
Let me get what I wantMe deixe ter o que eu quero
Lord knows, it would be the first timeo Senhor sabe, seria a primeira vez
Lord knows, it would be the first timeo Senhor sabe, seria a primeira vez

Vontade de rever 500 DIAS COM ELA...

Vi COCO ANTES DE CHANEL hoje de manhã. Muito bom filme mas o tempo todo no filme eu lembrei de PIAF.

Ainda chove aqui... depois de uma breve estiagem ontem.

... inda bem que gosto de frio.