quinta-feira, 26 de abril de 2012

Missão quase impossível

Marilyn_monroe.jpg.scaled1000_large
Marilyn Monroe

Acordei com uma vontade medonha de criar outro blog dedicado às mulheres que, assim como eu, são pobres e amam musculação!

Sem sentido essa afirmação? Discordo. Em todos os sites e blogs de musculação que eu entro pra tentar ler alguma coisa que venha ajudar minha vida de "atleta" (hohoho) eu vejo dezenas de milhares de suplementos caríssimos, roupas inacessíveis, exacerbação do consumismo exibidos em panicats, exaltação de personals trainners (admirável trabalho explorador que deveria já estar incluso no preço que pagamos na academia) etc. etc. etc.

Estou com sorte de, depois de quase 8 anos em academias com algumas várias pausas, ter finalmente encontrado uma que coubesse no meu bolso ( R$ 40,00) e um instrutor que não mede esforços pra passar seu conhecimento sem acréscimo financeiro para este fim.

Há um tempo encontrei algumas coisas interessantes de se ler na blogosfera, mas elas foram se modificando e ficando exatamente igual a todos os outros - com dicas inacessíveis.

Dani Tamega, Lara Suliano, uma Rede Social que frequento apenas para mulheres que gostam de musculação, eu abro e leio apenas pela inspiração, pois não acho mais viável o que postam ali.

Ainda bem que sou brasileira e não desisto quase nunca!

Wendy.

quinta-feira, 5 de abril de 2012

Como caber aqui?

405303_2818652860142_1073513106_32893632_1753150878_n_large

Eu não estou sabendo fazer isto.
Está sendo muito difícil delimitar ou deliberar quem sou, quem 'estou'.

Já foi tudo tão mais fácil: as roupas, as músicas, as maquiagens, as amizades, as atitudes - tudo se encaixava muito facilmente em quem eu queria ser, em quem eu era.

Agora parece tão confuso.
Ando me perdendo fácil, por mais que devesse ser o contrário.

Dizem que as experiências, as vivências ajudam... eu discordo.
Elas complicam mais que qualquer outra coisa.
Tão bom seria ter de volta a ingenuidade de acreditar que tudo vai dar certo.
Mas vejo o tempo passando rápido demais para realizar os sonhos que ainda restaram...

Vivo num eterno paradigma em busca do equilíbrio que me trará paz.

Espero não enlouquecer quem estiver por perto.

Wendy.